Coparticipação

Coparticipação em planos de saúde: saiba mais.

Casa do Corretor

9 de dezembro de 2021 às 15:12

Ter um convênio pode trazer muito mais tranquilidade para você, sua família e seus colaboradores. Mas muitas vezes o orçamento acaba sendo limitado. Por isso vamos te falar sobre coparticipação em plano de saúde, que pode ser a solução para tornar o plano de saúde tão desejado uma opção viável.

Então, se você está procurando um convênio mais acessível, pode ser que um plano de saúde com coparticipação seja uma opção interessante para você, para sua família ou para a sua empresa.

O que é coparticipação?

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), coparticipação é o valor que o beneficiário de um plano de saúde paga para a operadora depois de realizar um procedimento, como consultas e exames. Por isso, os planos de saúde com coparticipação são mais baratos do que os convencionais.

Normalmente, a coparticipação é paga mensalmente e o valor varia de uma operadora para outra, podendo ser uma porcentagem ou um valor fixo. Porém, a cobrança sempre deve estar de acordo com as normas da ANS.

Contudo, em relação a cobertura e rede credenciada, os convênios com coparticipação e os tradicionais são iguais. Eles também oferecem diferentes tipos de serviço, como acomodações apartamento ou enfermaria.

Normas da ANS para cobrança do plano de saúde com coparticipação

Segundo a ANS, o valor pago pela coparticipação pode ser fixo ou uma porcentagem do procedimento. Mas, esse valor não pode ser maior do que a mensalidade do plano e/ou as doze parcelas do ano.

Além disso, a porcentagem máxima de coparticipação para exames e consultas é de 40%. Já no caso do atendimento em pronto socorro é obrigatório que a coparticipação tenha um valor fixo que não ultrapasse 50% da mensalidade do plano.

A ANS também rege que as operadoras não podem cobrar coparticipação diferenciada de acordo com a doença nem limitar o número de alguns tratamentos crônicos, como hemodiálise e quimioterapia.

Como é feita a cobrança?

A cobrança da coparticipação varia de acordo com o plano que você contratar. No caso do plano individual e coletivo por adesão, a cobrança é feita na fatura mensal junto com a mensalidade fixa.

Por outro lado, nos planos empresariais, a cobrança é realizada diretamente na folha de pagamento do colaborador. Geralmente, a empresa fica responsável por pagar a mensalidade, e o colaborador a coparticipação.

As operadoras são obrigadas a disponibilizar para os seus beneficiários um demonstrativo de utilização no site.

Quer entender melhor ou conhecer as opções disponíveis de planos de saúde com coparticipação? Solicite uma conversa com um de nossos especialistas.

Quer saber mais sobre planos de saúde? Nos siga no Instagram.

Deixe o seu comentário!

0 Comentários

Notícias relacionadas

Plano Odontológico

Benefícios de ter um plano odontológico

Casa do Corretor

17 de agosto de 2022 às 16:08

Plano de Saúde

Somos uma corretora EXPERT AMIL!

Casa do Corretor

4 de abril de 2022 às 09:04

Plano de Saúde

O que você precisa saber sobre carência zero.

Casa do Corretor

14 de março de 2022 às 17:03